segunda-feira, 24 de novembro de 2014

TRUQUES PARA DECORAR APARTAMENTOS PEQUENO

Deixe um comentário
Quem comprou ou pretende comprar um imóvel já deve ter percebido que na medida em que os edifícios crescem em altura, os apartamentos, por sua vez, ficam cada vez mais compactos, Segundo dados da Embraesp -- Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio, os apartamentos novos tiveram uma redução de tamanho de 29% nos últimos cinco anos. Considerando a área útil média ponderada, os imóveis construídos caíram, em geral, de 102,33 m² em 2007 para 72,85 m² no ano passado. Nesses casos, a dúvida principal surge na hora de decorar: Como distribuir os móveis sem deixar o ambiente apertado? Onde inserir os objetos de decoração? Com deixar o imóvel funcional e iluminado?

Para tanto, algumas dicas são importantes: Os móveis, por exemplo, precisam ser distribuídos de forma objetiva. Para isso, é importante listar a função dos ambientes e priorizar as necessidades que cada espaço pede: “O próximo passo é definir o fluxo, para que os móveis não fiquem dispostos na circulação. Uma tendência na atualidade são os móveis multifuncionais. Um pufe que é também um baú ou uma bancada de computador embutida em um móvel, são exemplos de como podemos otimizar os espaços”, explica a arquiteta Bárbara Penha, do escritório Penha Moraes Arquitetura .


Ambientes pequenos estão cada vez mais presentes nos imóveis, aponta a arquiteta Maria Fernanda Lorusso, sócia do escritório Olesko & Lorusso Arquitetura e Interiores: “Mas isto torna o nosso trabalho ainda mais desafiador”, afirma. Segundo ela, além dos móveis, outro fator muito interessante para deixar um ambiente pequeno mais amplo são as cores: “Como não é segredo para ninguém, cores claras aumentam e escuras tornam o ambiente menor”, esclarece. A arquiteta Lisiê Tavares Pissetti deu asas à imaginação e conseguiu mesclar o preto com o branco, contrastando cor escura com clara sem perder a permeabilidade visual. “É possível usar cores fortes em espaços pequenos, mas é preciso muita atenção aos detalhes. Uma boa sugestão é brincar com a mescla dos tons e optar pela cor escura nos adornos e móveis menores”, explica Lisiê.


Segundo ela, é possível também conseguir uma boa sensação de amplitude com um bom projeto de iluminação: “Com um bom projeto luminotécnico, conseguimos utilizar em alguns cômodos papeis de parede mais escuros ou cores fortes sem diminuir a sensação de amplitude. Saber mesclar tons de composição dos móveis com as paredes também é importante para criar a integridade dos ambientes”.

 
Outra dica é procurar por objetos que não deem tanta profundidade, como quadros e esculturas: “O próprio papel de parede pode funcionar como decoração quando possui uma cor de destaque. Quanto aos objetos que ficam sobre os móveis, deve-se evitar exageros, para isso é importante colocar peças marcantes em pontos estratégicos”, ressalta Pauline Moraes, sócia do escritório Penha Moraes Arquitetura. Usando a criatividade e seguindo as orientações de profissionais, fica muito mais fácil deixar o espaço agradável, bonito e funcional.

0 comentários: