segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

VAMOS FALAR DE ARTE?

Deixe um comentário
Objetos estranhamente familiares, como um capacho e um cabo de vassoura, ganham novas formas e significados nas mãos dos dez artistas paranaenses que integram a exposição Limiar, na SIM Galeria. Mas afinal, qual é a matéria da arte? A fim de desvendar o que mobiliza o olhar destes artistas, Arthur do Carmo e Tony Camargo, curadores da mostra, participam de um bate-papo e realizam uma visita guiada pela exposição nesta terça-feira, dia 10 de fevereiro, a partir das 19h. 
 

 
Limiar, que fica em cartaz até 27 de fevereiro, traz trabalhos que revigoram a linguagem, introduzindo uma poética com novos desdobramentos simbólicos e dialéticos. Por meio dos mais variados suportes - pintura, fotografia, escultura e vídeo - André Azevedo, C.L. Salvaro, Daniel Duda, Hugo Mendes, Jack Holmer, Janete Anderman, Juan Parada, Lailana Krinski, Samuel Dickow e Willian Santos criam narrativas extraordinárias geradas sobre a matéria do mundo, aquilo que nos é invisível ou banal. "A arte tem o poder de penetrar o véu espesso do mistério que cerca as existências, mas para isso é preciso oferecer nosso tempo para ela, na condição atenta da escuta", explicam os curadores.


Serviço:
Exposição Limiar - Visita Guiada e bate-papo com Arthur do Carmo e Tony Camargo
Local: SIM Galeria – Alameda Presidente Taunay, 130 A – Batel – Curitiba (PR)
Data: 10 de fevereiro de 2015
Entrada gratuita

Sobre a SIM Galeria
Fundada em 2011, a SIM Galeria é comandada por Guilherme e Laura Simões de Assis, que trazem um background familiar de envolvimento com as artes. Sempre priorizando a qualidade de obras e artistas, a galeria surgiu com a proposta de difundir as manifestações contemporâneas de arte. Mais do que um espaço expositivo, a SIM possibilita a troca de experiências e informações entre público e artistas diversos. Com 15 artistas nacionais e internacionais representados e participação nos principais eventos de arte do mundo, como a ArtRio e a SP-Arte, a galeria já se estabeleceu como um importante ponto de divulgação da arte contemporânea no Brasil.  

0 comentários: