segunda-feira, 4 de setembro de 2017

CASA COR MG | QUARTO DE BEBÊ

Deixe um comentário

No lugar de muitos enfeites, adornos e babados, o arquiteto Marco Reis, que faz sua estreia na CASACOR Minas, preferiu a sensibilidade de explorar o espaço tendo como base a maneira como esse usuário muito especial – a criança – enxerga o mundo. O conceito do projeto é o contemporâneo, mas a inspiração vem de um universo bastante interessante: o método Montessori, que tem como proposta estimular a criatividade dos pequenos. Uma das premissas da médica e pedagoga Maria Montessori é a de que a criança deve se expressar e aprender por meio da liberdade. Nada mais justo, então, que ela tenha um quarto adaptado, a partir da sua percepção.

Assim, ao invés de cama alta, ela foi alinhada ao olhar de seu usuário, para lhe oferecer a autonomia de deitar e se levantar quando quiser. A mesinha pequena é acompanhada de espelho e também foi disposta para que ele possa usá-la para brincar livremente. A ideia principal é que ele possa explorar o quarto de forma a crescer livre e autoconfiante (daí a importância do espelho).


Pensado para duas crianças ou para atender dois momentos distintos de uma mesma criança, o cômodo ganhou um tablado e nele foi inserida uma cama maior. O berço tem ar retrô, mais enxuto, trabalhado em palhinha em contraponto com a cor petróleo. A base é toda em madeira freijó. Detalhe para o trocador, um pouco maior que os convencionais, em porcelanato esculpido, que tem acoplada uma prática banheirinha para o bebê.



Parte das paredes recebeu revestimento em tecnocimento, assim como uma parte do piso. A marcenaria tem proposta geométrica que remete ao universo infantil, com traço de casinha e bandeirinhas, toda desenhada pelo arquiteto. Ela está no painel ripado atrás do berço, que ganhou prateleiras que lembram o desenho de casinhas, e também nas prateleiras acima do trocador, que formam bandeiras invertidas. Poltrona e mesa lateral servem de apoio. O resultado é um ambiente prático, de bom gosto e fácil de usar não só pelas crianças. Afinal, sem os convencionais frufrus característicos deste universo, certamente é muito mais fácil mantê-lo limpo e organizado. “Foi super gratificante e ao mesmo tempo desafiador fazer o projeto do quarto de bebê para esta edição da CASACOR Minas. Este quarto foi pensado de uma forma completamente contemporânea, mas em perfeito diálogo com a arquitetura do casarão. Além disso, ainda aproveito para desmistificar conceitos ligados a gênero, completamente ultrapassados como o uso das cores azul e rosa para definir meninos e meninas. Estou muito feliz com a repercussão que meu projeto está tendo junto ao publico. É muito gratificante.

www.marcodiasreis.com.br

0 comentários: